Notícias preocupantes da UE

Publicado em 18/06/2013 00:17 em Opinião

O verdadeiro escândalo divulgado num exclusivo pela Newsletter EurActiv de que instituições da União Europeia mantêm nos seus sítios Internet procedimentos que violam regras europeias de protecção de dados é muito preocupante.

Fica, em particular, a dúvida sobre se o que agora é conhecido é a totalidade do que acontece ou se estamos perante a ponta de um iceberg.

As fúrias securitárias têm revelado que a imaginação de George Orwell era fraca, que ficava muito além da realidade dos nossos dias, como se vê pela devassa das vidas privadas de milhões de pessoas que o programa PRISM significa – e não apenas de cidadãos norte-americanos – o que já de si seria muito grave.

Soube-se hoje que foi feita espionagem sobre comunicações privadas e oficiais de responsáveis políticos ao mais alto nível que participavam em reuniões internacionais, fazendo tábua raza das mais elementares normas da democracia, da diplomacia e do direito internacional.

Organizações sem rosto e sem lei, invocando o santo nome da segurança, põem em causa a privacidade de todos nós, espiam a nossa vida pessoal, violam as nossas comunicações sem qualquer motivo válido, porque nos consideram a todos criminosos potenciais.

Quando isto acontece, deixamos de viver em democracia, por mais eleições que se façam. Trata-se de uma ditadura imposta por quem não responde perante os povos dos seus países, com a cumplicidade ou sob as ordens de políticos que os eleitores ingenuamente escolheram.



Fernando Valdez

Ainda sem comentários