Trend Micro alerta para falta de actualização de versões Android

Trend Micro alerta para falta de actualização de versões AndroidPublicado em 03/06/2013 00:24 em Segurança Informática

A firma de segurança informática Trend Micro alertou para o problema de versões antigas do sistema operativo Android (Google) ainda muito utilizadas não disporem de actualizações e «estarem cheias» de vulnerabilidades e falhas de segurança.

Um relatório da Trend Micro revela que o Google mantém o controlo de todos os dispositivos Android activos e, a 1 de Maio de 2013, a plataforma Gingerbread representava 38,5% dos terminais com sistemas operativos Android, a Ice Cream Sandwich 27,5%, a Jelly Bean 4.1 tinha um peso de 26,1% e a Jelly Bean 4.2 equipava 2,3%.

A versão Froyd estava em 3,7% dos equipamentos Android e 1,9% tinham outras versões.

A plataforma Gingerbread, ainda a mais utilizada, em quase dois em cada cinco terminais Android, teve a última actualização em Setembro de 2011 e tem entre três e 11 vulnerabilidades identificadas, com o número exacto a depender da versão específica, indica a Trend Micro.

A companhia de segurança informática sublinha que a utilização de versões antigas do Android tem dois problemas: as vulnerabilidades não são corrigidas e as novas funcionalidades não estão disponíveis.

A Trend Micro destaca que na conferência de desenvolvedores de aplicações de 2013, o Google anunciou planos de resolver parte do problema: em vez de actualizações para o sistema operativo, disponibilizar actualizações para aplicações chave como o Google Maps, Gmail e Google Chrome.

Isto permite acrescentar novas funcionalidades ao Android mas sem precisar de avançar com versões completamente novas para os utilizadores, considera a Trend Micro.

Observa que isto «não permite resolver todos os potenciais problemas, mas é um passo na direcção certa».

A companhia recorda que na conferência de desenvolvedores de 2011, o Google anunciou uma parceria com os fabricantes de smartphones para agilizar o processo de lançamento de actualizações e chamou-lhe «Android Update Alliance». Acrescenta que até ao momento nada se soube dessa aliança.

A Trend Micro sublinha que o mais recente sistema operativo Android, o Jelly Bean 4.2, vem com capacidades anti-malware. A sua função «verify-App» actua sempre que detecta a instalação de aplicações de terceiras partes. Procura e remove aplicações que exibem carácter malicioso. Notifica o utilizador de tentativas de envio de mensagens para serviços premium e dá-lhe a opção de anular esse envio.

Mas a Trend Micro salienta que estas medidas não são suficientes para proteger os utilizadores, tanto mais que só 2,3% dos proprietários de dispositivos Android de todo o mundo têm aquela versão.

Ainda sem comentários