Lucros da PT caíram para menos de metade no I trimestre 2013

Publicado em 23/05/2013 23:29 em Geral

A PT anunciou hoje lucros de 26,7 milhões de euros no primeiro trimestre de 2013, uma queda homóloga (face ao mesmo período de 2012) para menos de metade (menos 51,9%).

Em comunicado de resultados publicado no sítio Internet da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Portugal Telecom revela que as suas receitas baixaram 9,5% nos três primeiros meses de 2013, para 1 552,6 milhões de euros.

As receitas da PT em Portugal baixaram 6,8%, para 634,4 milhões de euros, uma redução que a empresa explica por uma redução de 24 milhões de euros nas receitas do segmento empresas (menos 10,5%), diminuição de 13 milhões de euros (menos 7,7%) no segmento pessoal (essencialmente TMN), e queda de 5 milhões de euros (menos 40,2%) nas receitas de interligação, que resulta de decisões regulatórias.

O aumento de 3,2% nas receitas do segmento residencial (que inclui a televisão por subscrição, banda larga residencial e telefone fixo doméstico), correspondentes a mais 6 milhões de euros, foi insuficiente para compensar as quedas de negócio mencionadas.

As receitas provenientes da operadora brasileira Oi, participada da PT, consolidadas proporcionalmente, ascenderam a 724 milhões de euros, uma quebra homóloga de 8,1%, explicável pela valorização do euro, dado que contabilizada na moeda brasileira (reais) a facturação da Oi subiu 3,5%.

As despesas de capital (CAPEX) da PT, medidas em euros, subiram 10,7%, para 286,5 milhões de euros, devido a um aumento de 36,2% no Brasil, para um valor de 164,3 milhões de euros, que mais do que compensou as quedas de 13,7% no CAPEX em Portugal e de 1,3% noutros países.

A PT adianta que tem 7,647 milhões de clientes móveis em Portugal (mais 2,5%), 1,251 milhões de clientes de banda larga (mais 9,7%) e 1,248 milhões de subscritores de serviços pagos de televisão (mais 12,3%).

A receita média por cliente baixou 13,5%, para 7,1 euros.

Ainda sem comentários