Tecnologia de par de cobre mantém crescimento

Publicado em 26/04/2013 01:38 em Indústria

A consultora e analista de mercados Infonetics garantiu quinta-feira que o investimento em tecnologias de ligações fixas com par de fios telefónicos de cobre continua a crescer, desmentindo a anunciada morte da tecnologia telefónica de cobre.

A Infonetics Research prevê que os operadores gastem 1,5 mil milhões de dólares (1,15 mil milhões de euros) nos próximos cinco anos, para um total de 5,8 mil milhões de dólares (4,46 mil milhões de euros) no conjunto das tecnologias, incluindo fibra óptica.

A consultora indica que a despesa global nestas tecnologias cresceu 3,5% no ano passado, para 860 milhões de dólares (661 milhões de euros).

A Alcatel-Lucent (ALU) anunciou quarta-feira que ultrapassou 1 milhão de linhas entregues com tecnologia «VDSL2 vectoring», banda larga móvel de alta velocidade sobre fio de cobre que permite alcançar velocidades de 100 megabits por segundo (Mbps) desde que o troço de cobre não exceda os 400 metros.

Observa que o «VDSL2 vectoring» tem uma tecnologia de cancelamento de ruído e de eliminação de interferências («crosstalk») na rede.

A ALU assinala que aquele número confirma a sua liderança naquela tecnologia, lançada no final de 2011, liderança reconhecida pela empresa analista Broadbandtrends.

A ALU adianta que implementou a tecnologia «VDSL2 vectoring» em mais de duas centenas e meia de prestadores de serviços.

Ainda sem comentários