Jogos online visados em campanha de pirataria informática

Publicado em 15/04/2013 15:50 em Segurança Informática

A empresa de segurança informática Kaspersky alertou para uma campanha da organização cibercriminosa «Winnti» dirigida a companhias de videojogos online tendo por objectivo obter dinheiro ou ouro virtual para o converter em dinheiro real.

Os cibercriminosos também roubam o código fonte dos servidores de jogos online para procurar vulnerabilidades ou implementar servidores piratas, precisa a companhia russa.

Em comunicado, a Kaspersky indica que o grupo Wiinti tem atacado desde 2009 empresas de jogos online e continua activo. O objectivo é adquirir os certificados digitais assinados pelos editores de software e/ou roubar propriedade intelectual, incluindo código fonte de projectos de jogos online.

A Kasperski indica que o esquema foi inicialmente descoberto em 2011 quando foi detectado um grande número de computadores infectados cujos utilizadores tinham como denominador comum jogarem um determinado jogo online.

O alvo era a companhia de jogos online, mas a ferramenta de administração remota totalmente funcional (RAT) dá aos atacantes a possibilidade de controlar os computadores sem conhecimento dos utilizadores.

A companhia russa acrescenta que este cavalo de Tróia foi na altura o primeiro programa malicioso para a versão de 64 bits do Windows 7 com assinatura digital válida.

À data, foram identificadas infecções em mais de mais de três dezenas de companhias de jogos online da Europa, Ásia e continente americano.

Ainda sem comentários