Lucros da Novabase quase triplicam em 2012

Publicado em 04/04/2013 23:21 em Geral

A Novabase anunciou que os seus resultados líquidos quase triplicaram no ano passado, com um acréscimo de 198,2%, para 7,9 milhões de euros.

Em comunicado publicado no sítio Internet da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Novabase indica que o seu volume de negócios caiu 7,6% em 2012, para 212,1 milhões de euros, devido à queda das receitas no mercado português, enquanto o negócio internacional cresceu 35,1%, representando já 29% da facturação total.

A companhia indica que prestação de serviços contribuiu com 65,0% para as receitas totais de 2012, uma progressão face aos 57,8% do ano precedente.

A despesa em investigação e desenvolvimento (I&D) baixou 5,1%, para 7,4 milhões de euros.

A Novabase revela que número médio de trabalhadores em 2012 cresceu 4,0%, para 2 194 empregados, o que inclui a contratação de 192 recém-licenciados através do programa Novabase Academy.

Para 2013, a Novabase adianta que pretende intensificar a sua estratégia de internacionalização e reforçar o investimento na verticalização e diferenciação das suas ofertas.

No ano em curso, a Novabase espera um volume de negócios de 215 milhões de euros, dos quais 35% fora de Portugal

O presidente do Conselho de Administração da Novabase, Rogério Carapuça, afirma no Relatório 2012 que o exercício confirmou os receios de desaceleração do investimento em tecnologias da informação (TI) no mercado português e de uma maior pressão sobre as margens da generalidade dos sectores da actividade económica.

Rogério Carapuça garante que a Novabase vai «continuar o seu caminho, passando a sua estratégia futura pela continuação do crescimento internacional, pelo aprofundamento da verticalização das suas operações».

Acrescenta que a diferenciação da companhia passará pela progressiva especialização em diversas ofertas replicáveis internacionalmente, com grande atenção à inovação para «garantir uma permanente sofisticação das ofertas».

Ainda sem comentários