Critical Materials investiga «elastómetros auto regenerativos»

Publicado em 28/03/2013 01:57 em Outras Tecnologias

A tecnológica nacional Critical Materials, do grupo Critical Software, anunciou que integra um consórcio europeu que está a fazer investigação e desenvolvimento (I&D) na área dos elastómeros auto-regenerativos.

Em comunicado, indica que estes novos materiais, que podem recuperar automaticamente as suas propriedades quando danificados, serão usados em produtos inovadores com maior vida útil, segurança e fiabilidade.

Acrescenta que aqueles produtos serão aplicados em veículos, máquinas e infra estruturas de transportes, como estradas, pontes e caminhos-de-ferro.

A Critical Materials salienta que aqueles materiais podem «cicatrizar» sem intervenção humana, com várias etapas de regeneração, evitando a propagação de danos, eliminando microfissuras ou reparando uma rotura acidental.

A empresa portuguesa adianta que é responsável pela simulação do processo de auto-regeneração daqueles materiais e pelo desenvolvimento de ferramentas para avaliação contínua da eficácia da regeneração e da condição estrutural do produto.

O projecto SHINE é coordenado pelo DPI (instituto alemão de polímeros) e inclui duas universidades, quatro centros de investigação, cinco grandes empresas industriais e duas pequenas e médias empresas (PME), entre as quais a Critical Materials.

O projecto SHINE tem um orçamento de 6,2 milhões de euros, com uma comparticipação comunitária de 3,9 milhões de euros.

A investigação visa a produção de materiais mais seguros, que reduzam acidentes, mais confiáveis e com menores custos de manutenção .

Ainda sem comentários