Vendas mundiais de telemóveis caíram 1,7% em 2012

Vendas mundiais de telemóveis caíram 1,7% em 2012Publicado em 19/02/2013 00:29 em Geral

As vendas mundiais de telemóveis caíram 1,7% em 2012, para 1,746 milhões de unidades, com as vendas de smartphones a continuarem a ganhar terreno, estima a consultora e analista de mercados Gartner,.

A Gartner recorda que as vendas totais de telemóveis já não diminuíam desde 2009 e salienta que as vendas de telefonas tradicionais se mantiveram fracas em 2012 e no quarto trimestre, com quedas de 19,3% no trimestre do Natal, para 264,4 milhões de equipamentos.

Aquela consultora estima que em 2013 as vendas de telemóveis rondarão os 1 900 milhões de unidades, admitindo que as vendas de telefones tradicionais continuem a recuar e que as de smartphones se aproximem dos mil milhões de terminais.

A Samsung ultrapassou a Nokia em 2012 e conquistou a liderança do mercado de telemóveis, com 384,6 milhões de telemóveis vendidos (quota de 22,0%), a Nokia vendeu 333,9 milhões (quota de 19,1%, a menor de sempre), a Apple 130,1 milhões (7,5%), a ZTE 67,3 milhões (3,9%) e a LG 58,0 milhões (3,3%).

Seguem-se a Huawei Technologies, a TCL, a Research in Motion (BlackBerry), a Motorola e a HTC, num «top ten» em que figuram duas empresas sul-coreanas, uma das quais líder, e quatro chinesas, da República Popular ou da Formosa.

A Samsung liderou também as vendas de smartphones em 2012, seguida da Apple, e a chinesa Huawei, com um acréscimo de 73,8% das suas vendas de smartphones no ano passado, conseguiu no quarto trimestre a terceira posição no mercado mundial.

Quanto a sistemas operativos para smartphones, a Gartner indica que a plataforma Android (Google) reforçou a liderança no quarto trimestre de 2012, com uma quota de mercado de 69,7% e um crescimento de 87,8%, seguida pela iOS (Apple), com 20,9%, e pela Blackberry (RIM), com 3,5% do mercado e uma redução de 44,4% das vendas.

O Windows Phone (Microsoft) ficou com 3,0% do mercado mas mais do que duplicou as suas vendas, crescendo 124,2%, enquanto o Bada (sistema operativo proprietário da Samsung) ficou com uma quota de 1,3% e o Symbian, em que a Nokia está de desinvestir, baixou o seu peso para 1,2%, pouco mais de um décimo da quota que detinha um ano antes.

A Gartner prevê que 2013 traga uma intensificação da disputa pelo terceiro lugar entre a Microsoft e a RIM e a tentativa de sistemas operativos alternativos para smartphones, como Tizen, Firefox, Ubuntu e Jolla, se posicionarem como rentáveis.

Ainda sem comentários