Google recebe dezenas de pedidos oficiais por dia de acesso a dados de utilizadores

Publicado em 29/01/2013 00:26 em Segurança Informática

A Google anunciou que recebe diariamente dezenas de pedidos de agências governamentais e tribunais de todo o mundo requerendo o acesso a informações dos seus utilizadores.

Num comentário a propósito do «Dia Internacional da protecção de dados», que se comemorou no dia 28 de Janeiro, segunda-feira, David Drummond, vice-presidente sénior da Google com o pelouro legal, reconhece que é importante as autoridades perseguirem actividades ilegais mas a companhia não deseja que os seus serviços sejam devassados de forma nociva e considera que é importante que as leis protejam contra excessos nos pedidos de informação privada.

Drummond assinala que a Google advoga há anos que os documentos que estejam online ou no correio electrónica devem gozar de uma protecção idêntica àquela de que beneficiam os documentos que os cidadãos guardam em casa.

Em segundo lugar, a companhia indica que tem um processo estrito de lidar com aqueles pedidos e a equipa da Google escrutina o requerido cuidadosamente para confirmar se está conforme com a lei, se não contraria políticas da empresa e se está assinado por alguém com autoridade para o fazer.

A empresa avalia, ainda, o alcance do pedido e, se é demasiado abrangente, pode recusar satisfazê-lo e procurar limitar o seu alcance, procedimento frequente na Google, precisa Drummond.

Acrescenta que, sempre que isso não está interdito, a Google notifica os seus utilizadores do pedido para que eles possam contactar a entidade requerente ou contratar um advogado.

A Google reclama que as agências governamentais apresentem um mandato a requerer as informações, que no caso dos Estados Unidos é necessário nos termos da quarta emenda constitucional, indica a companhia.

Ainda sem comentários