Utilizadores smartphones gastaram mais 8 mil milhões de dólares em aplicações em 2012

Publicado em 28/01/2013 00:56 em Software

Os utilizadores de smartphones de todo o mundo gastaram 8 mil milhões de dólares (mais de 5,9 mil milhões de euros) no ano passado em aplicações pagas só nas cinco principais plataformas online de venda de «apps», estima a consultora e analista de mercados research2guidance.

O valor de 2012 representa um acréscimo de 27% face a 2011, mas o valor médio pago por aplicação diminuiu de 26,72 dólares (19,85 euros) em 2011 para 19,56 dólares (14,53 euros) no ano passado, uma redução de 26,8%, acrescenta.

A research2guidance assinala que a maioria dos downloads de aplicações pagas provém da «Apple App Store», «Google Play», «BlackBerry App World», «Nokia Ovi Store» e «Windows Phone Store».

Observa que, apesar do abrandamento económico, a procura de aplicações móveis pagas cresce a um ritmo impressionante, explicável pelo crescimento dos utilizadores de smartphones com lojas de aplicações pré-instaladas.

No entanto, a research2guidance considera que a tendência continuada para a redução do preço médio das aplicações poderá conduzir a prazo a um contexto em que as aplicações pagas deixem de ser rentáveis, situação semelhante à da Internet, em que os conteúdos pagos já não são um modelo de negócio lucrativo.

Destaca que muitos desenvolvedores de aplicações estão a adoptar outros modelos de negócio que incluem publicidade nas aplicações, nomeadamente «banners», disponibilização gratuita de um jogo até determinado nível, paga para quem pretende aceder a níveis mais difíceis, ou possibilidade de compras electrónicas através das aplicações, entre outras.

A consultora antecipa que a mudança de modelo de negócio vai levar a que as aplicações móveis se pareçam cada vez mais com as aplicações tradicionais, com modelos de negócio normais.

Ainda sem comentários