Produção de processadores Quad-Core para portáteis quase quadruplica até 2016

Publicado em 02/01/2013 12:36 em Equipamentos

A produção de microprocessadores Quad-Core para portáteis vai quase quadruplicar entre 2012 e 2016, atingindo 179 milhões de unidades, prevê a consultora e analista de mercado IHS iSuppli.

A companhia estima que no ano passado terão sido produzidos 48 milhões de microprocessadores Quad-Core destinados a computadores portáteis.

A IHS iSuppli recorda que as vendas de portáteis foram afectadas significativamente pela opção dos consumidores por tablets e smartphones e admite que nos próximos quatro anos os fabricantes de computadores deverão apostar forte no poder de computação dos portáteis para se manterem competitivos, através da utilização de potentes microprocessadores Quad-Core.

A consultora adianta que muito do crescimento da utilização de processadores Quad-Core se vai concentrar nas gamas de portáteis com preços abaixo dos 700 dólares (menos de 530 euros) e inferiores a 1 200 dólares (905 euros), onde actualmente os processadores Quad-Core são menos usados.

A IHS iSuppli prevê que a utilização dos processadores Quad-Core, muito mais rápidos e potentes do que os Dual-Core, se intensifique particularmente a partir de 2014.

Assinala que com os softwares multitarefa capazes de aproveitar plenamente as potencialidades dos processadores Quad-Core, os resultados poderão ser velocidades extraordinariamente maiores do que os conseguidos com as máquinas equipadas com Dual-Core.

A IHS Suppli estima que a penetração dos processadores Quad-Core em portáteis abaixo de 700 dólares poderá crescer de 13% em 2012 para 68% em 2014, passando os Dual-Core a não representar mais de 8%.

Os restantes 24% deverão estar equipados com processadores Six-Core ou Eight Core, ainda que esses portáteis mais baratos só comecem a ter este tipo de processadores a partir de 2015.

Para os portáteis entre 700 e 1 200 dólares, a IHS estima que os Quad-Core passem de 28% em 2012 para 49% em 2016. Os restantes terão processadores mais potentes e nesta gama deixará de haver lugar para os dual-core.

Quanto aos portáteis de gama mais alta, a consultora espera que o peso dos Quad Core passe de 41% em 2012 para um pico de 71% em 2014, ano a partir do qual os processadores Six-Core ganharão uma importância crescente.

A IHS iSuppli prevê ainda que em 2016 cerca de 16% dos portáteis, o equivalente a 49 milhões de unidades, serão equipados com discos ópticos Blu-ray (14 milhões em 2012), devido à redução dos preços daquela tecnologia.

A companhia espera que em 2016 a totalidade dos portáteis e computadores de secretária correm sistemas operativos de 64 bits.

Ainda sem comentários