Vendas telemóveis caíram 3,1% no terceiro trimestre, Gartner

Publicado em 27/12/2012 00:09 em Equipamentos

As vendas mundiais de telemóveis caíram 3,1% homólogos no terceiro trimestre de 2012, para cerca de 427,73 milhões de unidades, estima a consultora e analista de mercados Gartner.

A queda deve-se exclusivamente à redução de vendas de telefones tradicionais, dado que foram transaccionados no terceiro trimestre quase 169,18 milhões de smartphones, um aumento homólogo (face ao mesmo período do ano anterior) de 46,9%.

A Samsung, com um aumento homólogo de 18,6%, manteve a liderança e reforçou no terceiro trimestre as suas vendas de telemóveis para quase 97,96 milhões de terminais e a sua quota de mercado aumentou para 22,9%.

A Nokia, apesar de uma quebra de 21,9%, manteve a segunda posição, com 82,3 milhões de unidades transacionadas e uma quota de 19,2%, com a queda em larga medida sustida pelo êxito da gama de telefones tradicionais Asha, vocacionados para ligação à Internet.

Em terceiro lugar surge a Apple, que só dispõe de iPhones, com 23,55 milhões de terminais vendidos (mais 36,2% homólogos, o maior crescimento do mercado global) e um peso de 5,5% no mercado.

As vendas da ZTE cresceram 18,0% homólogos, para 16,65 milhões de unidades, e a sua quota subiu para 3,9%.

A LG teve a segunda maior quebra de vendas no terceiro trimestre (menos 33,5%) e caiu do terceiro para o quinto lugar, com vendas de 13,97 milhões de terminais e uma quota de 3,3%.

Seguiram-se a Huawei (quota de 2,8%), TCL (2,2%), Blackberry (2,1%) e Motorola e HTC (2,0%).

Na China as vendas de telemóveis cresceram no terceiro trimestre, impulsionadas pela procura de smartphones, dado que a de telefones tradicionais se manteve fraca.

Anshul Gupta, analista principal da Gartner, citado no documento, salienta que a Samsung e Apple dominaram o mercado de smartphones, somando em conjunto uma quota de 46,5%, a RIM (que fabrica o BlackBerry) subiu para o terceiro lugar, apesar da redução de vendas, e a Nokia caiu da terceira para a sétima posição.

No entanto, Gupta indica que a chegada dos novos Lumia com Windows Phone 8 poderá suster a queda da Nokia nos smartphones no quarto trimestre e melhorar a posição da marca finlandesa no princípio de 2013.

Indica que a Samsung, com 55 milhões de smartphones vendidos e uma quota de 32,5%, devido à procura dos modelos Galaxy com diferentes preços, alargou a sua distância em relação à Apple, que vendeu 23,5 milhões de terminais e ficou com um peso de 13,9% no mercado.

Por sistemas operativos, o Android, da Google, mais do que duplicou num ano e reforçou o seu peso no mercado de smartphones para uns esmagadores 72,4% (52,5% no terceiro trimestre do ano passado), com 122,48 milhões de terminais (de diversas marcas) a utilizarem aquela plataforma.

O iOS, da Apple, apesar de um crescimento superior a 36%, perdeu quota, situação em larga medida explicável pelo adiamento de compras na expectativa da saída do novo iPhone 5, no início do quarto trimestre.

A quota de mercado da plataforma BlackBerry caiu para metade no terceiro trimestre (5,3%), a do Bada (sistema operativo proprietário da Samsung) melhorou para 3,0% e o Symbiam caiu para menos de um quinto, ficando com um peso de 2,6%, devido ao desinvestimento da Nokia naquele plataforma e à aposta da marca finlandesa no Windows Phone, no âmbito de um acordo estratégico com a Microsoft.

A plataforma Windows Phone foi a que mais cresceu percentualmente (138,4%) mas partiu de uma quota de mercado bastante baixa e não foi além de um peso de 2,4% no terceiro trimestre.

No entanto, o lançamento do Windows 8, marcado para o fim de Outubro, penalizou o crescimento do sistema operativo da Microsoft, que poderá ter um melhor desempenho no quarto trimestre de 2012 e seguintes.

Ainda sem comentários