Motor de busca Google lança Gráfico do Conhecimento em português

Publicado em 06/12/2012 00:37 em Internet

A Google anunciou o lançamento para Portugal do Gráfico do Conhecimento, um novo modo de funcionamento do seu motor de busca que permite dar respostas mais completas e precisas às pesquisas dos utilizadores.

Numa nota publicada no blogue oficial da companhia, Amit Singal, vice-presidente sénior da Google, sublinha que o Gráfico do Conhecimento permite pesquisar por coisas, pessoas ou locais e obter instantaneamente a informação que é relevante para a pesquisa.

Acrescenta que o Gráfico do Conhecimento é um primeiro passo, decisivo, rumo ao desenvolvimento de uma nova geração de pesquisa que usa a inteligência colectiva da Internet para compreender o mundo um pouco melhor e de forma mais mais semelhante àquilo que as pessoas fazem habitualmente.

Singal sublinha que o Gráfico do Conhecimento contém 570 milhões de entidades e 18 mil milhões de factos e tem em conta o que as pessoas mais procuram na Internet.

Aquele responsável da Google explica que o Gráfico do Conhecimento melhora os resultados da pesquisa principalmente a partir de três mecanismos.

O primeiro visa ultrapassar a ambiguidade de uma mesma pesquisa poder corresponder a várias entidades e permite restringir os resultados da pesquisa aos pretendidos, quando o utilizador clica numa interligação para selecionar o conjunto que corresponde ao desejado.

Um segundo método consiste em apresentar uma síntese com conteúdos relevantes sobre a busca efectuada (por exemplo, para Marie Curie indica data do nascimento e morte mas também informações sobre o seu trabalho científico, prémio Nobel, prémios Nobel recebidos pelo marido e filha, isto é, modela as inter-relações relevantes).

Uma terceira característica é a de ajudar o utilizador a fazer descobertas inesperadas ao incluir informação com base no que outras pessoas procuraram antes sobre uma mesma entidade ou tema, antecipando as perguntas que o utilizador poderá fazer.

O Gráfico do Conhecimento, que agora chega a Portugal, esteve inicialmente acessível nos Estados Unidos em língua inglesa e vai estar também disponível para os formatos de tablets e smartphones, indica aquele vice-presidente da Google.

A Google anunciou o lançamento para Portugal do Gráfico do Conhecimento, um novo modo de funcionamento do seu motor de busca que permite dar respostas mais completas e precisas às pesquisas dos utilizadores.

Numa nota publicada no blogue oficial da companhia, Amit Singal, vice-presidente sénior da Google, sublinha que o Gráfico do Conhecimento permite pesquisar por coisas, pessoas ou locais e obter instantaneamente a informação que é relevante para a pesquisa.

Acrescenta que o Gráfico do Conhecimento é um primeiro passo, decisivo, rumo ao desenvolvimento de uma nova geração de pesquisa que usa a inteligência colectiva da Internet para compreender o mundo um pouco melhor e de forma mais mais semelhante àquilo que as pessoas fazem habitualmente.

Singal sublinha que o Gráfico do Conhecimento contém 570 milhões de entidades e 18 mil milhões de factos e tem em conta o que as pessoas mais procuram na Internet.

Aquele responsável da Google explica que o Gráfico do Conhecimento melhora os resultados da pesquisa principalmente a partir de três mecanismos.

O primeiro visa ultrapassar a ambiguidade de uma mesma pesquisa poder corresponder a várias entidades e permite restringir os resultados da pesquisa aos pretendidos, quando o utilizador clica numa interligação para selecionar o conjunto que corresponde ao desejado.

Um segundo método consiste em apresentar uma síntese com conteúdos relevantes sobre a busca efectuada (por exemplo, para Marie Curie indica data do nascimento e morte mas também informações sobre o seu trabalho científico, prémio Nobel, prémios Nobel recebidos pelo marido e filha, isto é, modela as inter-relações relevantes).

Uma terceira característica é a de ajudar o utilizador a fazer descobertas inesperadas ao incluir informação com base no que outras pessoas procuraram antes sobre uma mesma entidade ou tema, antecipando as perguntas que o utilizador poderá fazer.

O Gráfico do Conhecimento, que agora chega a Portugal, esteve inicialmente acessível nos Estados Unidos em língua inglesa e vai estar também disponível para os formatos de tablets e smartphones, indica aquele vice-presidente da Google.

Ainda sem comentários