Adobe apresentou hoje o novo Acrobat 11

Publicado em 04/10/2012 22:48 em Software

A Adobe, companhia norte-americana produtora de software, apresentou hoje o Acrobat XI com um conjunto de novas funcionalidades, em particular na área dos serviços «cloud».

O Acrobat é o software que permite produzir e editar ficheiros no formato universal PDF, que são lidos com o Acrobar Reader, uma aplicação gratuita que a Adobe estima estar presente em cerca de mil milhões de computadores.

Nuno Rocha, director da Adobe em Portugal, indicou que há 41 milhões de programas Acrobat no mundo, dos quais 16,9 milhões da versão 9 ou anterior, indicando que a actualização desses produtos mais antigos gera uma oportunidade de negócio de 2 500 milhões de dólares (1 920 milhões de euros) para a Adobe.

Citou dados da analista de mercado IDC que, num estudo para a Adobe, estima que mais de um quarto do tempo de trabalho é desperdiçado em tarefas relacionadas com documentos, nomeadamente na procura de ficheiros anexos a mensagens de correio electrónico.

A IDC admite que a resolução desses problemas poderia aumentar em 15% a produtividade do trabalho.

Nuno Rocha adiantou que a IDC indica que quase um quarto das organizações afirmaram ter tido uma fuga de informação nos últimos 12 meses, apontando a necessidade de proteger os documentos digitais e ficheiros.

Acrescenta que os piratas informáticos são uma ameaça crescente para as redes das empresas e cerca de 90% dos trabalhadores colaboram com pessoas externas à empresa, um risco que as organizações geralmente subestimam.

O responsável da Adobe em Portugal disse que a IDC concluiu que em 2013 quase dois terços das equipas trabalharão por vezes fora do escritório e querem trabalhar a partir de dispositivos móveis, nomeadamente para rever documentos, assinar digitalmente contratos ou preencher formulários a partir de um tablet PC ou smartphone.

Nuno Rocha salientou que uma novidade do Acrobat XI é permitir, a partir da nuvem, preencher formulários electrónicos (com o Adobe FormsCentral) e a possibilidade de assinar digitalmente contratos de forma remota, com a tecnologia da empresa EchoSign, comprada no ano passado pela Adobe.

Além disso, na área do «cloud computing», permite ir buscar documentos à nuvem, simplifica o acesso a múltiplos serviços de armazenamento na nuvem, cria um conjunto de ferramentas personalizadas e melhora a acessibilidade através de uma nova ferramenta.

Destacou que a nova versão traz funcionalidades melhoradas na protecção dos documentos elaborados com Acrobat, acelera a troca de documentos usando a Web, facilita o uso de documentos PDF em tablet e smartphones e permite fazer o seguimento na Internet dos ficheiros PDF criados, sabendo, nomeadamente se foram abertos ou alterados.

Nuno Rocha e Paulo Coelho, engenheiro de aplicações da Adobe ibérica, revelaram que o Acrobat 11 aumenta as opções de configurar os documentos criados para definir o que pode ser feito por quem os recebe (por exemplo, se os podem imprimir ou não, se os podem alterar, se o seu conteúdo pode ser copiado), tem uma nova funcionalidade de rápida alteração dos documentos Power Point (que já existia para Word e Excel).

Além disso, passa a permitir agregar documentos com formatos diferentes num único documento PDF.

Os responsáveis da Adobe garantem que o Acrobat 11 reduz os riscos e diminui custos com utilização de ferramentas de segurança avançada para a protecção dos ficheiros e possibilita a automatização de um conjunto de procedimentos para garantir o cumprimento das normas da organização.

Observaram que a nova versão permite, ainda tornar os documentos PDF mais acessíveis para pessoas com dificuldades visuais ou auditivas.

Nuno Rocha salientou que a nova versão funcionará com os principais sistemas operativos de terminais móveis (Android, BlackBerry, Windows Phone 7 e 8, iOS e Windows 8).

O director da Adobe em Portugal assinalou que a nova versão do Acrobat Reader, que é disponibilizado gratuitamente, trará um conjunto de novas funcionalidades e poderá ser descarregado na Internet após o seu lançamento.

A Adobe anunciou internacionalmente há poucos dias as novas versões dos seus programas de tratamento de imagem Photoshop Elements XI e Premiere Elements XI, com um interface completamente renovado e um conjunto alargado de funcionalidades novas ou aperfeiçoadas.

Ainda sem comentários