Google e Comissão de Protecção de Dados em litígio

Publicado em 04/08/2010 23:27 em Geral

A Google pretende voltar a recolher imagens em ruas portuguesas para o seu serviço «Street View», que permite ver as ruas em imagens tridimensionais, mas a Comissão Nacional de Protecção de Dados (CNPD) considera que ainda não estão reunidos os requisitos que a CNPD impôs para autorizar a recolha de imagens.

A Google está a ter problemas com este serviço em vários países devido a questões de privacidade e protecção de dados.

As imagens de pessoas e veículos devem ser desfocadas para impedir a sua identificação, o que ainda não acontecerá.

Clara Guerra, porta-voz da CNPD, citada pelo Jornal de Negócios online, indicou que a Comissão foi notificada «de forma muito informal, por e mail» de que os carros da Google iriam recolher imagens numa extensa lista de locais de todo o país, mas não houve pedido de autorização para o efeito.

Clara Guerra disse ao Negócios que a Google ainda não arranjou uma solução tècnica que garanta por completo o anonimato de pessoas e veículos e salienta que «a CNPD só deixou avançar o serviço de início porque a Google prometeu que ia arranjar uma solução que garantisse que as imagens de pessoas e matrículas de veículos disponibilizadas no Street View não permitissem a sua identificação online».

A Google garantiu entretanto, em comunicado, que notificou as autoridades portuguesas do recomeço deste trabalho e que vai «continuar a responder a todas as questões que as autoridades possam ter».

«A Google utiliza tecnologia para desfocagem automática das caras e matrículas dos carros. Apesar de poder falhar, ocasionalmente, nalgum rosto ou matrícula automóvel a tecnologia utilizada desfoca a maioria das imagens e revela-se uma ferramenta eficaz», indica o comunicado da Google, citado pelo Jornal de Negócios.

Ainda sem comentários