Blackberry suspensa nos Emiratos Árabes Unidos em Outubro

Publicado em 04/08/2010 00:31 em Geral

A Autoridade reguladora de telecomunicações dos Emiratos Árabes Unidos (EAU) anunciou que a partir de 11 de Outubro devem ser suspensos os serviços da Blackberry por violação dos regulamentos, segundo a Informa Telecoms.

A rede do fabricante canadiano da Blackberry, a Research in Motion (RIM), garante tráfego de dados encriptado e seguro que as autoridades não conseguem monitorizar.

O regulador dos EAU afirmam que os serviços de messenger,mail, SMS ou MMS da Blackberry não são compatíveis com os regulamentos e os dois operadores móveis locais procuram já uma alternativa de serviços para a significativa base de clientes utilizadores de Blackberry.

A Informa Telecoms indica que a Arábia Saudita e a Índia poderão também decidir medidas para limitar os serviços da RIM.

A RIM publicou em resposta uma declaração dirigida aos seus clientes em que reconhece a existência de reticências de certos governos em relação à encriptação de dados utilizada pelos Blackberry.

A RIM afirma compreender que a natureza confidencial das conversações que mantém com esses governos deu origem a especulações, mas garante aos seus clientes que devem continuar a confiar na segurança da sua informação, manifestando-se empenhada em encontrar produtos inovadores que satisfaçam os desejos de consumidores e governos.

A RIM recorda que está presente em 175 países de todo o mundo onde fornece uma arquitectura segura que é largamente aceite por consumidores e governos.

A fabricante canadiana de smartphones destaca que o uso de uma encriptação forte não se limita às comunicações móveis, mas é também utilizada na Internet, para garantir a confidencialidade das comunicações empresariais e pessoais.

A declaração da RIM salienta que não lhe é possível fornecer uma cópia da chave de encriptação ou uma «chave mestra» de desencriptação das comunicações porque apenas o utilizador possui a chave.

Ainda sem comentários