UE impaciente com Google

Publicado em 23/09/2012 23:29 em Internet

O Comissário Europeu Joaquim Almunia, que tem o pelouro da concorrência, admitiu que há limites para quanto tempo mais a Comissão vai tentar negociar um acordo com a Google sobre o favorecimento das ofertas da companhia no seu motor de busca, revela o New York Times.

Almunia disse que poderá apresentar uma acusação formal contra a Google se as conversações «não derem os resultados esperados» [pela Comissão Europeia], indica o artigo de James Kanter.

O comissário europeu reconheceu, contudo, que «as discussões não são fáceis do ponto de vista técnico».

As conversações decorrem desde Julho, quando a Google concordou em tentar encontrar um acordo, mas a companhia está a tentar evitar pagar multas ou ter restrições fortes ao seu altamente lucrativo serviço de publicidade no motor de busca.

A Google afirma que os ajustamentos que faz no seu motor de busca visam que os utilizadores tenham uma experiência melhor e não preservar o seu mercado.

Se não houver acordo, a Google poderá sujeitar-se a ser multada num montante de 10% do seu volume de negócios mundial, que ascendeu a próximo de 38 mil milhões de dólares (29 mil milhões de euros) em 2011, e sujeitar-se às leis europeias, sem prejuízo do direito de recurso para o Tribunal Europeu.

Joaquim Almunia disse em Maio suspeitar de que a Google abusou do seu domínio na área dos motores de busca para apresentar links para os seus serviços, como o Google Maps, e manifestou-se preocupado quanto à forma como a companhia conduz o seu negócio publicitário.

Ainda sem comentários