TMN lança «Projetor», sítio para promover parcerias de negócio

Publicado em 24/07/2012 23:41 em Internet

O operador de telecomunicações móveis TMN apresentou hoje à imprensa uma plataforma online que visa promover e facilitar parcerias de negócio, o sítio Internet «Projetor».

Os responsáveis da TMN disseram que esta «iniciativa totalmente inovadora em Portugal» surge 100 dias depois de ter mudado a assinatura do operador móvel do grupo PT para «TMN, Vamos lá».

Filipa Nascimento, directora de marketing da TMN, disse ao Falar de Tecnologia que esta iniciativa se inspira no que já se faz no estrangeiro para ligar as pessoas tirando partido da Internet.

Recordou que as pessoas se mobilizam através de plataformas que existem na Internet e colaboram, mas destacou que o que é novo é ser um local de encontro e contacto online para potenciais parcerias de negócio, o que ainda não existe em Portugal.

Filipa Nascimento observou que não se trata necessariamente de procurar financiamento para projectos mas de encontrar pessoas com projectos que permitem uma parceria, que se conjuguem.

Acrescentou que as pessoas no desemprego poderão encontrar aqui oportunidades para uma nova actividade.

Segundo a TMN, o utilizador pode ter um um negócio para o qual precisa de meios e que pode optimizar por associação a outros negócio, ou ter um projecto ou ideia que uma parceria poderá viabibilizar.

No http://projetor.vamosla.pt os interessados abrem um formulário em que dizem o que pretendem, qual o projecto ou ideia e que meios disponibiliza ou pretende para o concretizar e o que espera de eventuais parceiros, sublinhou a directora da TMN.

O formulário existente no sítio inclui título e resumo do projecto, permite anexar vídeo ou imagens, explicita e descreve os apoios que o autor pretende, indica a região e a área de actividade em que se insere, pede uma apresentação pormenorizada do projecto e, por fim, uma explicação daquilo que o autor tem para oferecer a quem o apoiar.

A plataforma prevê 26 áreas de actividade pré-definidas, desde o ambiente, arte ou música até à indústria, serviços, turismo ou tecnologia, incluindo também a opção «outra».

Ainda sem comentários