Banda larga fixa ultrapassa 600 milhões utilizadores

Publicado em 25/06/2012 01:42 em Geral

O número de subscritores de banda larga fixa excedeu os 600 milhões no primeiro trimestre de 2012, com um total mundial de 612,6 milhões de utilizadores no fim de Março, um acréscimo homólogo de 11,5%, indicou a consultora Point Topic.

O relatório da consultora e analista de mercado indica que aquele crescimento foi dinamizado por países onde a taxa de penetração é relativamente baixa.

Mas a Point Topic alerta para mesmo mercados como a Índia e a China não são ilimitados e há sinais de que se está a entrar numa nova fase por todo o mundo, em que a captação de clientes se faz principalmente pela mudança de operador.

A consultora indica que a Ásia representa 42,79% das ligações de banda larga fixa, a Europa 29,43%, as Américas 24,60% e o Médio Oriente e África 3,19%.

Adianta que a Ásia aumentou a sua quota de mercado da banda larga fixa em 0,14 pontos percentuais no primeiro trimestre e o peso daquele continente deve continuar a progredir nos próximos trimestres, reflectindo a relativa saturação na Europa e América do Norte.

A Point Topic afirma que a tecnologia DSL (Digital Subscriber Line, banda larga sobre par de fio telefónico de cobre) ainda domina mas perdeu 0,5 pontos de quota de mercado, para 60,4%.

Observa que as tecnologias de fibra óptica estão a crescer bastante mas a partir de uma base pequena, embora afectada pela cada vez maior largura de banda possível com DSL, mas as novas instalações são limitadas em muitos mercados. Representa 2,7% a nível mundial e deverá continuar a crescer nos próximos trimestres, com os consumidores a trocar o DSL por produtos com maior largura de banda, quando disponíveis.

A consultora observa que as tecnologias de cabo estão melhor do que o esperado em muitos mercados, em particular na Europa e Américas, e surgem em segundo lugar, com 19,3%.

As tecnologias híbridas, com fibra óptica e cobre ou outras tecnologias no troço terminal, têm um peso de 14,3% e as ligações fixas por satélite ou com base em redes móveis representam 1,9%.

No primeiro trimestre, a China representou 42,5% do saldo global de novas subscrições de banda larga fixa e lidera o número de clientes de rede fixa com mais de 160 milhões.

Os Estados Unidos surgem em segundo lugar mas claramente abaixo dos 100 milhões e o Japão surge em terceiro com menos de 40 milhões.

Nos 10 primeiros, surgem em quarto lugar a Alemanha, seguida da França, Rússia, Reino Unido, Coreia do Sul, Brasil e Itália.

A televisão por Internet (IPTV) atingiu 65,6 milhões de subscritores no mundo no primeiro trimestre, um aumento de 3,8 milhões face ao último trimestre de 2011, surgindo uma vez mais a populosa China no topo do crescimento, embora não lidere em número total de subscritores.

A Ásia está rapidamente a pôr em risco o domínio da Europa no IPTV e nos Estados Unidos o cabo está a perder clientes para o IPTV.

A Point Topic assinala que o IPTV, particularmente pelo melhor preço obtido em pacotes «triple play» (televisão, Internet e telefone), está actualmente a ganhar clientes de televisão em detrimento de outras tecnologias.

Ainda sem comentários