Receitas das TIC vão crescer 1,9% em 2010

Publicado em 30/03/2010 12:51 em Destaques

O mercado global de tecnologias da informação e comunicação (TIC) deverá crescer 1,9% em 2010 para atingir um volume de negócios de 2,3 biliões de euros em 2010, prevê o Observatório Europeu de Tecnologias da Informação (EITO).



No ano passado, período de crise económica, as receitas do sector de TIC caíram 1,6%.



Apresentando estes dados na feira de tecnologias CeBIT, em Hannover (Alemanha), o presidente da BITKOM (associação industrial alemã parceira do EITO), August‑Wilhelm Scheer, considerou que os mercados de alta tecnologia apresentam uma apreciável recuperação e que os sinais apontam para a retoma do crescimento.



Observou que as empresas dos países industrializados estão a investir em modernos sistemas tecnológicos mas o crescimento é liderado pelos países emergentes, como China, Brasil e Índia, onde os mercados de tecnologias mantiveram o dinamismo apesar da crise.



O EITO estima que o volume de negócios dos sectores de TIC deverão praticamente estabilizar este ano na União Europeia, situando-se em 649,4 mil milhões de euros (mais 0,1%), atingirão 627,4 mil milhões de euros nos Estados Unidos (mais 0,4% do que em 2009) e cairão 1,3% no Japão, para 198 mil milhões de euros.



Os negócios de TIC deverão crescer 14,0% na Índia, para 51,3 mil milhões de euros, aumentar 8,5% na China, para 159,1 mil milhões de euros e progredir 6,1% no Brasil, para 79,3 mil milhões de euros.



No caso das telecomunicações poderá assistir-se em 2010 a um acréscimo de 8% na China, para 126 mil milhões de euros, e 15% na Índia, para 40,5 mil milhões de euros.



A China, onde só metade da população tem telemóvel, e a Índia, onde apenas um terço tem terminais móveis, são dois mercados com grande potencial de crescimento, observa o EITO



O EITO adianta que o mercado de telecomunicações teve uma quebra de 0,5% em 2009 mas deverá crescer 2,9% este ano, para 1,4 biliões de euros.



Scheer assinalou que o sector de telecomunicações está a mudar e as pessoas usam hoje menos os telefones fixos mas utilizam mais os telemóveis ou as comunicações por Internet.



Deixaram de utilizar os telefones fixos 18% das famílias norte-americanas, 20% das japonesas e 26% das italianas e em 2010 as receitas de voz fixa deverão voltar a cair, baixando 4,6% a nível mundial.



Em contrapartida, as receitas da telefonia móvel deverão crescer 1,4% em 2010, para 417 mil milhões de euros e as da Internet e serviços de dados fixos aumentar 7%, para 198 mil milhões de euros.



Os serviços de dados nas redes móveis deverão aumentar 16%, para 141,5 mil milhões de euros.



Impulsionado pelos «smartphones» e pelos serviços móveis de dados, o mercado de telecomunicações nos Estados Unidos crescerá 1,6% este ano, para 324 mil milhões de euros, e na União Europeia quase estagnará, ficando em 346 mil milhões de euros (mais 0,1%).



O EITO estima que as vendas de tecnologias da informação (hardware, software e serviços) cresçam 0,4% em 2010 e atinjam 894 mil milhões de euros, depois de terem caído 4,6% no ano passado.



Scheer previu que se a tendência de recuperação económica se mantiver, os mercados de TIC deverão crescer 3,7% em 2011 e atingir os 3,4 biliões de euros, enquanto o subsector de tecnologias da informação poderá aumentar 4%.

Ainda sem comentários