Serviços de televisão por subscrição cresceram 3,2% no primeiro trimestre 2012

Publicado em 04/06/2012 23:50 em Operadores / Serviços

O número de assinantes do serviço de televisão por subscrição cresceu 3,2% em cadeia (face ao trimestre anterior) no primeiro trimestre de 2012, para atingir 3,073 milhões de assinantes, revelou hoje o ICP/ANACOM – Autoridade Nacional de Comunicações.

Em comunicado de imprensa, a ANACOM indica que quase metade (45,6%) dos novos clientes aderiram a ofertas em fibra óptica (FTTH/B – Fibra até Casa/até ao Edifício), sendo esta tecnologia a que mais contribuiu para o aumento líquido do número de clientes, seguindo-se o cabo (28,8%) e o DSL (digital subscriber line, tecnologia de banda larga suportada no par telefónico de cobre), com 20,7% .

A ANACOM indica que o serviço de televisão por cabo representava no fim de Março passado 48% do total de assinantes de televisão por subscrição, o DTH (televisão por satélite) 22,9%, o DSL 19,1%. O peso da fibra óptica continuou a aumentar e representa já 10% do total de assinantes.

Observa que 69,5% dos clientes de televisão por subscrição têm um pacote integrado de serviços. Os clientes de pacotes de serviços integrados aumentaram em 114 mil no primeiro trimestre, representando o «triple play» (telefone fixo, Internet de banda larga e televisão) 56% desse aumento.

Dos clientes de pacotes integrados, 1,609 milhões tinham «triple play» no fim do primeiro trimestre de 2012 e 527 mil dois serviços integrados, a esmagadora maioria (451 mil) dos quais serviço de televisão mais telefone fixo.

A ANACOM indica que o grupo ZON tem 52,8% dos clientes do mercado de televisão por subscrição, a PT Comunicações (com o Meo) 36,1% e a Cabovisão 8,4%. A quota da Vodafone naquele mercado é de 1,3% e a da Optimus 1,2%.

No fim de Março havia 1,48 milhões de clientes de televisão por cabo (mais 28 mil do que no final de 2011), de televisão por satélite 704 mil (mais 5 mil), 587 mil por DSL (mais 20 mil) e 307 mil de televisão por fibra óptica (FTTH/B).

Ainda sem comentários