Mais 100 milhões de Internautas têm limitações à partilha de ficheiros «peer to peer»

Publicado em 01/06/2012 00:55 em Operadores / Serviços

Pelo menos 30,9 milhões de clientes europeus de Internet fixa e 76,1 milhões de clientes de banda larga móvel têm limitações à partilha de ficheiros «peer-to-peer» (P2P), segundo um estudo baseado em respostas de 266 operadores de rede fixa e 115 de rede móvel.

Não está suficientemente esclarecida quanto às restrições ao P2P a situação de 8,7 milhões de clientes de rede fixa e 48,9 milhões de utilizadores de Internet móvel.

O inquérito e o relatório foram elaborados pela Comissão Europeia (CE) e pelo Corpo de Reguladores Europeus de Comunicações Electrónicas (BEREC, na sigla inglesa), na sequência de um pedido da vice-presidente da CE Neelie Kroes.

O relatório indica que as restrições aos serviços de Voz sobre Protocolo Internet (VoIP) são praticamente inexistentes nas redes fixas, mas afectam pelo menos 44 milhões de clientes de Internet móvel, não sendo clara a situação de outros 37,9 milhões.

Restrições ou estrangulamentos noutro tipo de serviços ocorrem também principalmente na rede móvel e afectam no total pelo menos 24 milhões de utilizadores, não sendo clara a situação de outros 36,9 milhões.

Os dados do inquérito, que fundamentou uma declaração da vice-presidente da CE Neelie Kroes, indicam que 40 dos 266 operadores de rede fixa põem restrições à partilha de ficheiros «peer-to-peer» a todos os seus clientes e nove operadores apenas a parte dos subscritores, enquanto nas redes móveis (115 respostas de operadores consideradas), 28 põem restrições ao «peer-to-peer» a todos os clientes e 13 a parte deles.

O relatório indica que as restrições nalguns casos estão apenas nos contratos e dependem do cumprimento pelos clientes, como é o caso em 4% dos operadores que põem restrições ao P2P na rede fixa, 12% ao P2P nas redes móveis e 44% dos que restringem os serviços VoIP nas redes móveis.

Nos restantes em que há restrições, estas são executadas através de medidas técnicas que garantem a efectividade da medida. Isto significa que 96% dos operadores de rede fixa que restrigem o P2P e 88% dos de rede móvel impõem essa limitação utilizando meios técnicos, o mesmo acontecendo com 56% dos operadores móveis no caso da VoIP.

Os dados partem de respostas de operadores de 32 países, entre os quais Portugal.

Responderam cinco operadores portugueses de rede fixa, com quase 2,18 milhões de clientes de serviços Internet, e três operadores de rede móvel, que totalizam 3,87 milhões de utilizadores de Internet móvel, precisa o relatório.

Ainda sem comentários