Quase metade dos europeus admite piratear software

Publicado em 24/05/2012 00:52 em Software

Quase metade (48%) dos cidadãos da União Europeia (UE) admitem que usam software pirateado, indica um estudo promovido pela BSA – Business Software Alliance, uma associação de defesa da propriedade intelectual que agrega as principais empresas de software.

A BSA indica que alguns usam todos ou quase todos os programas pirateados, outros usam software pirateado ocasionalmente ou raramente.

Para a BSA, o resultado é que em 2011 um terço dos europeus instalou programas não licenciados, num valor que estima em 10,4 mil milhões de euros.

O estudo, que incluiu uma sondagem a 15 mil utilizadores de 33 países, indica que os utilizadores de software não licenciado são predominantemente do sexo masculino, na faixa etária dos 25 aos 44 anos.

A BSA assinala que apenas 27% dos europeus que utilizam computadores disseram que o risco de serem apanhados era uma razão para não usarem software pirata.

O estudo indica que a taxa de utilização de software não licenciado atinge 68% nos mercados emergentes, que compara com uma média de 24% nos países desenvolvidos, com uma taxa global de 42%.

Ainda sem comentários