Facturação e lucros da Glintt caíram no primeiro semestre

Publicado em 22/07/2010 23:54 em Empresas

A tecnológica portuguesa Glintt, que resultou da fusão entre a ParaRede e a Consiste, do grupo da Associação Nacional de Farmácias, anunciou que no primeiro semestre do ano em curso facturou 54,39 milhões de euros, menos 1% do que na primeira metade do ano passado.

O volume de negócios do primeiro semestre inclui 1,8 milhões de euros de receitas das empresas espanholas Consoft e Farmasoft, recentemente adquiridas, precisa a Glint.

As receitas de prestação de serviços cresceram 4%, para 39,63 milhões de euros, mas as vendas de produtos próprios caíram 6%, para 3,88 milhões de euros, e a facturação da venda de produtos de terceiros baixou 15%, para 10,87 milhões de euros, indica a empresa em comunicado.

Na primeira metade de 2010, os lucros da Glintt baixaram 6%, quedando se em 2,005 milhões de euros.

Ainda sem comentários