RIM vai recentrar-se no segmento empresarial

Publicado em 06/04/2012 01:10 em Indústria

O presidente executivo (CEO) da fabricante canadiana de terminais BlackBerry, a Research in Motion (RIM), afirmou que a estratégia da companhia passa por voltar a recentrar-se no segmento empresarial.

Thorsten Heins reconheceu, no entanto, que muitos dos pontos fortes tradicionais da companhia, como a segurança e a eficiência, já não são tão valorizados como eram pela sua base de clientes.

Heins, que assumiu a presidência executiva da RIM em Janeiro passado, salientou que passou as últimas 10 semanas a analisar a real situação da companhia e concluiu que «o que a RIM precisa são mudanças substanciais».

O CEO da companhia canadiana admitiu que as tentativas da RIM para ter êxito fora do seu segmento central, o empresarial, significou que a companhia se dispersou por várias áreas, cada uma com pequena expressão.

«A RIM não pode tentar ser a querida de toda a gente, e de todas as coisas para todas as pessoas», observou.

No entanto, Heins não defende a saída total do mercado de consumo e preconiza a apresentação de «uma oferta convincente para os consumidores», com parcerias no desenvolvimento dos produtos para este segmento de mercado.

A RIM anunicou, entretanto, a relização no dia 13 de Maio de uma conferência para programadores a realizar no âmbito do Blackberry World, o maior encontro anual do ecossistema da marca.

A RIM anuncia que nessa ocasião os desenvolvedores de aplicações terão informação antecipada sobre o novo sistema operativo BlackBerry 10 OS, que será lançado em 2012.

A RIM diz que a loja online Blackberry App World tem mais downloads pagos por mês do que o Android Market, citando dados do Yankee Research Group, e salienta que 13% dos programadores que desenvolvem aplicações para a sua loja online já ultrapassaram cada um os 100 mil dólares (77 mil euros) de facturação.

A RIM garante que os últimos mil milhões de aplicações importadas da sua loja se realizaram em apenas sete meses, sendo a média o download de 6 milhões de aplicações diárias.

Ainda sem comentários