Kaspersky One para proteger vários tipos de tipos de dispositivos

Publicado em 30/03/2012 00:10 em Segurança Informática

A empresa de segurança informática Kaspersky apresentou hoje o «Kaspersky One», uma solução de segurança que permite proteger diferentes tipos de dispositivos como computadores de secretária ou portáteis, tablets e smartphones.

Em apresentação à imprensa, os responsáveis da Kaspersky indicaram que estão disponíveis dois pacotes, um que inclui três licenças e outro com cinco licenças, para se adequar ao número de dispositivos que se pretende proteger das ameaças informáticas.

Hugo Leal, director de vendas de retalho da Kaspersky em Portugal, revelou que o pacote permite proteger computadores pessoais Windows e Mac e tablet PC e smartphones com sistemas operativos Android, Blackberry e, no caso dos telemóveis, com Symbian e Windows Mobile.

Relativamente aos iPad e iPhone, destacou que não estão abrangidos porque a Apple não forneceu o código fonte necessário para desenvolver as soluções de segurança, observando que a Microsoft tem idêntica política em relação à sua plataforma mais recente Windows Phone.

Pedro Garcia, chefe dos serviços técnicos da Kaspersky ibérica, sublinhou que houve uma grande mudança em relação aos tempos em que as pessoas só tinham um computador de secretária em casa, hoje as pessoas acedem à Internet, fazem compras ou gerem contas bancárias através de dispositivos móveis, como tablets ou smartphones, mas a maioria não tem qualquer solução de segurança informática neles instalada.

Assinalou que, para além de protecção dos dispositivos móveis no plano da segurança informática, o Kaspesky One inclui um conjunto de funcionalidades para o caso de roubo ou perda de um dispositivo móvel (tablet PC ou smartphone).

Hugo Leal e Pedro Garcia indicaram que esta componente anti-roubo permite, através de envio de SMS, bloquear completamente o dispositivo, fazer aparecer no ecrã uma mensagem para a pessoa que encontrou o aparelho, no caso de extravio, pedir as coordenadas GPS do local onde está o equipamento ou mesmo dar ordem de eliminar todos os dados nele contidos.

No caso dos tablet pode-se dar ordem (uma ou mais vezes) para tirar cinco fotografias frontais para visualizar a pessoa que está a utilizar o aparelho e recebem-se as fotos por Internet, adiantaram.

Os responsáveis da Kaspersky indicaram que, se for mudado o cartão SIM do dispositivo protegido, o software manda uma mensagem para um telefone alternativo (indicado no acto de registo do produto) a dizer o número relativo ao cartão SIM que foi instalado e isto repete-se tantas vezes quantas o cartão SIM for mudado.

Hugo Leal salientou que a possibilidade de detecção da localização por GPS pode servir também, por exemplo, para controlo parental, para saber onde estão os filhos.

Observou que o Kaspersky One inclui outras funcionalidades como o poder pôr números de telefone em lista negra, o que significa que quando esses números ligam dá sistematicamente sinal de impedido, ainda que o cliente seja avisado que tentaram ligar lhe daquele número.

Hugo Leal disse que é também possível definir números e históricos de chamadas que não estão acessíveis e que só podem ser vistos quando se introduz a password definida para esse fim.

Ainda sem comentários