ANACOM altera programa de subsidiação da TDT

Publicado em 27/03/2012 01:43 em Geral

A Autoridade Nacional das Comunicações (ANACOM) anunciou hoje a alteração do seu programa de subsidiação e comparticipação da Televisão Digital Terrestre (TDT), «face ao reduzido número de beneficiários que até ao momento usufruíram» daquele programa.

Em comunicado, a ANACOM recorda que o programa se destinava a apoiar as populações mais carenciadas na migração para a TDT.

A ANACOM adianta que no subsídio de instalação para a recepção do sinal digital, verificou-se que o custo da adaptação foi um obstáculo à migração de grupos populacionais mais desfavorecidos

Assim, a ANACOM decidiu criar um subsídio de instalação de 61 euros para famílias cujo requerente tenha 65 ou mais anos de idade e se encontrem em situações de isolamento social, atestada pela segurança social ou instituições que com ela colaborem.

O regulador das comunicações decidiu, ainda, prorrogar por 60 dias, até 31 de Agosto, o prazo durante o qual podem ser requeridos os subsídios de instalação e de aquisição do descodificador.

Aquela entidade sublinha que o facto de parte da população só ter sinal digital por satélite (zonas de cobertura DTH), com custos mais elevados, «é uma das circunstâncias que mais dificuldade tem gerado na migração» para a TDT.

A ANACOM decidiu alterar o valor do kit DTH a suportar pelo requerente, que baixa baixa de 40 euros para 30 euros, em consonância com a descida do preço médio dos descodificadores.

Ainda sem comentários