Nokia admite riscos com adopção do Windows

Publicado em 12/03/2012 16:47 em Indústria

A Nokia admite riscos com a aposta na plataforma Windows Phone, num relatório para o regulador norte-americano do mercado de valores mobiliários dos Estados Unidos, a US Securities and Exchange Comission (SEC).

A Nokia assinala que o êxito da sua opção do Windows Phone para a sua carteira de smartphones exige que a Nokia apresente produtos Windows Phone atractivos, com preços competitivos, que se diferenciem positivamente dos produtos da concorrência e que tenham uma larga aceitação do mercado.

A companhia finlandesa reconhece o «momentum» das plataformas iOS, da Apple, e Android, da Google, continua forte e representa um desafio aos planos da Nokia para crescer com a plataforma Windows.

«Ao escolher o Windows Phone como a nossa plataforma principal de smartphones, podemos estar a renunciar a alternativas mais competitivas que conseguissem uma aceitação maior e mais rápida no mercado de smartphones», afirma a companhia no relatório para a SEC.

Acrescenta que se a Nokia falhar a sua estratégia para os smartphones fica dependente da sua carteira de telefones tradicionais, num mercado intensamente competitivo e com um potencial significativamente inferior ao dos smartphones em crescimento, preços e rentabilidade.

O documento assinala que a companhia vai continuar a maximizar o valor do seu sistema operativo Symbian e espera continuar a fabricar terminais Symbian e a dar suporte aos clientes deste sistema operativo até 2016.

No entanto, alertou para que com o crescente foco no Wiundows Phone e a mudança das condições de mercado torna provável que a Nokia venda menos smartphones Symbian do que o inicialmente previsto.

A Nokia anuncia que fará também investimentos significativos no seu negócio de telefones tradicionais para responder à pressão representada pelos smartphones de baixo custo.

Indicou que está a responder a esse desafio com a planeada introdução em 2012 de telefones tradicionais mais inteligentes e com preços mais competitivos, com experiências de utilizador mais modernas, incluindo software, serviços e aplicações.

Ainda sem comentários