Modelo de «cloud computing» vai ganhar importância no futuro

Publicado em 29/02/2012 01:35 em Opinião

Cerca de dois terços dos decisores de pequenas e médias empresas (PME) portuguesas consideram que o «cloud computing» vai ser cada vez mais importante no futuro, segundo uma sondagem da Vanson Bourne encomendada pela Microsoft.

Em apresentação à imprensa a propósito do lançamento do Office 365 em português, Marcos Santos, director da Microsoft Portugal, salientou que 56% dos decisores de PME nacionais interrogados acham que o modelo «cloud» vai ser estratégico nos próximos dois anos e 31% admitem adoptar esta tecnologia nos próximos 12 a 18 meses.

A sondagem, realizada pela Vanson Bourne a 2 100 gestores de PME europeias, incluindo portuguesas, indica que 48% dos decisores de PME nacionais dizem que a nuvem poderá vir a instituir-se como uma norma em termos de computação.

O estudo revela que 55% dos inquiridos em Portugal associa «cloud» a poupança de custos, 47% a flexibilidade do negócio e 39% a um aumento de produtividade, sublinhou Marcos Santos.

No entanto, mais de dois terços têm receio da «cloud» por não saberem onde os dados estão alojados e 53% temem pela privacidade dos seus dados.

Em relação ao papel da tecnologia, 81% dos inquiridos consideraram que as tecnologias da informação (TI) têm um papel vital nas PME e 78% que têm um papel crucial, valorizando a maior mobilidade no trabalho, e quase três quartos (74%) dizem que as TI desempenham um papel central no aumento da facturação das empresas, resultados superiores à média europeia.

Ainda sem comentários