Avis desenvolve solução para pagamento fácil de portagens

Publicado em 01/02/2012 01:09 em Outras Tecnologias

A empresa de aluguer de automóveis sem condutor (rent-a-car) Avis Portugal apresentou terça feira uma solução que permite aos seus clientes passarem nas antigas SCUT sem se preocuparem com o pagamento das portagens.

Ricardo Reis, responsável de operações da Avis Portugal, indicou que a solução e toll é pioneira e resolve os problemas administrativos e legais relacionados com as passagens em SCUT, que têm levantado vários problemas aos clientes de rent-a-car, nomeadamente estrangeiros, que constituem 70% dos utilizadores da Avis.

Ricardo Reis adiantou que a e-toll inclui um identificador de Via Verde em cada viatura de aluguer da marca, que é activado para quem subscrever o serviço, que custa 1,50 euros por dia.

Observou que se o cliente não subscrever o serviço, o identificador não é activado e tudo se passa como se o automóvel não tivesse Via Verde.

O cliente pode passar por auto-estradas ou SCUT com portagem sem se preocupar e cerca de 15 dias depois recebe um extracto detalhado das suas despesas com portagens, que deve conferir. As portagens serão cobradas através de crédito Avis ou cartão de crédito, precisou.

Os clientes poderão pedir esclarecimentos sobre as portagens à Avis Portugal ou à filial Avis do seu país de origem, no caso de estrangeiros, assiunalou.

Ricardo Reis disse que o software e o sistema que permite esta operação foram desenvolvidos na empresa por uma equipa multidisciplinar, observando que foi necessário montar um sistema interno para que a solução funcione.

O responsável da empresa assinalou que a Avis Portugal tem uma frota de cerca de 5 mil automóveis, o que implicou a aquisição de igual número de identificadores Via Verde, a que acresce o investimento no desenvolvimento da solução.

Relativamente à possibilidade de o e-toll poder servir também para o pagamento de parques de estacionamento, Ricardo Reis indicou que essa é uma hipótese que a Avis está a estudar.

Ainda sem comentários