AG da ZON revoga limites aos direitos de voto

Publicado em 30/01/2012 23:44 em Geral

A ZON Multimedia anunciou que a Assembleia Geral da companhia decidiu hoje eliminar os pontos dos Estatutos da empresa que limitavam os direitos de voto dos accionistas a um máximo de 10%.

Em comunicado publicado hoje no sítio da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a ZON indica que foram eliminados os pontos 6, 7 e 8 do artigo 12.º dos seus Estatutos (que limitavam os direitos de voto).

No dia 23 de Dezembro de 2011, a ZON tinha indicado que o Presidente da Mesa da Assembleia Geral recebeu uma carta da Caixa Geral de Depósitos e da Espírito Santo Irmãos, SGPS requerendo a convocação da Assembleia Geral para eliminar os três referidos pontos do artigo 12.º.

Na sua fundamentação, os dois accionistas alegavam que o número 6 daquele artigo estabelece que não serão contados os votos que excedam 10% da totalidade dos votos correspondentes ao capital social.

Os proponentes consideravam na fundamentação que «é do intreresse da sociedade e dos seus accionistas eliminar esta limitação aos direitos de voto, permitindo que os accionistas exerçam os direitos de voto correspondentes às participações de que são titulares».

A retirada de limites aos direitos de voto permite a venda de participações accionistas a um preço normalmente mais favorável, porque os compradores têm a possibilidade de adquirir uma posição de controlo da sociedade, que a limitação dos direitos de voto não permite.

Ainda sem comentários