Inosat anuncia aumento de capital e entrada em bolsa

Publicado em 22/12/2011 01:11 em Empresas

A tecnológica portuguesa Inosat vai aumentar o capital social de 1 milhão para 1,17 milhões de euros com subscrição aberta a novos accionistas, a decorrer até ao fim do primeiro trimestre de 2012, e pretende entrar em bolsa em meados do próximo ano, provavelmente em Junho, revelou o administrador Paulo Carvalho.

Em declarações do Falar de Tecnologia, Paulo Carvalho indicou que estas medidas se destinam a financiar o negócio no Brasil, único país em que está directamente presente através de uma filial detida a 75%.

Aquele administrador da companhia assinalou que o modelo de negócio habitual no Brasil não passa pela compra dos equipamentos mas pelo aluguer do hardware, o que obriga a Inosat a investir nos equipamentos que vai alugar.

Adiantou que no Brasil há pedidos de serviço para os quais a Inosat não tem capacidade de resposta e por isso não está a conseguir crescer no Brasil. A tecnológica nacional precisa de investir cerca de milhão e meio de euros no desenvolvimento do seu negócio no Brasil, precisou.

Paulo Carvalho indicou que grandes clientes em Portugal, como a ZON ou a RTP, têm um modelo semelhante ao utilizado no Brasil, utilizando os equipamentos em regime de aluguer.

O administrador da companhia adiantou que o volume de negócios deverá baixar de cerca de 6,5 milhões de euros em 2010 para 4 milhões em 2011, em particular devido à redução da venda de equipamentos, mas destacou como factor positivo o aumento da facturação regular, que pesou menos de 10% nas receitas do ano passado e representa agora um quinto da facturação mensal.

Observou que esta facturação regular assenta geralmente em contratos com uma fidelização de 48 meses e permite uma garantia de continuidade das receitas, tornando a Inosat menos dependente da venda de equipamentos.

A empresa, que produz soluções de gestão de frotas baseadas em tecnologia GPS, emprega 73 pessoas, entre as quais 13 engenheiros dedicados a desenvolvimento.

Está presente em 17 países, incluindo Espanha e França, tem uma filial no Brasil e três parceiros em exclusividade em Angola, Marrocos e Chile, tem dois milhares de clientes, cerca de 1 500 dos quais em Portugal, e tem 40 mil unidades instaladas (25 mil em Portugal), precisou aquele responsável da Inosat.

Ainda sem comentários