Utilizadores de telemóveis querem transparência nas questões de privacidade

Publicado em 06/10/2011 16:26 em Geral

Quase nove em cada dez (89%) utilizadores de telemóveis reclamam maior transparência em relação às questões de privacidade e consideram que é importante saber quando é que a informação pessoal está a ser partilhada através de uma aplicação.

Um inquérito patrocinado pela Associação GSM (GSMA), que representa 800 operadores de Telecomunicações móveis e 200 outras companhias de 219 países, indica que os utilizadores pretendem ter a possibilidade de activar ou desactivar essa partilha de informações.

Uma percentagem ainda maior, de 92% dos mais de 4 mil respondentes do Reino Unido, Espanha e Singapura, manifesta-se preocupada com a possibilidade de as aplicações recolherem informação pessoal sem o seu consentimento e mais de quatro em cada cinco (81%) consideram «muito importante» a salvaguarda da sua informação pessoal.

Mais de três quartos dos utilizadores de terminais móveis preocupam-se com a possibilidade de terceiras partes terem acesso à sua informação.

A GSMA afirma que esta é uma primeira sondagem que foi realizada em três mercados sofisticados para perceber em que grau a privacidade é uma preocupação dos utilizadores.

A GSMA pretende iniciar negociações com a comunidade de desenvolvedores de aplicações e admite criar um standard para as aplicações que assegure aos utilizadores que a sua privacidade é protegida e respeitada.

Ainda sem comentários