Sony lançou hoje Tablet S em Portugal

Publicado em 27/09/2011 23:27 em Equipamentos

A multinacional de electrónica japonesa Sony lançou hoje em Portugal o Sony Tablet S, com plataforma Android, a plataforma que a empresa considera mais adequada para este tipo de produtos, segundo Oriol Salom.

O responsável da Sony na península ibérica para esta área indicou que a Sony aspira ao primeiro lugar mundial nos media tablet baseados na plataforma Android a partir de 2012, apostando em produtos standard com preços e características competitivas, que permitam vendas em volume.

Em conferência de imprensa para apresentação do Sony Tablet S, João Antunes, responsável comercial da Sony em Portugal, considerou que o tablet hoje posto à venda concretiza a estratégia da Sony de integrar hardware, software, conteúdos e serviços, espelhando neste produto as competências da companhia japonesa em várias áreas.

Lígia Mendonça, gestora do produto a nível da península ibérica, sublinhou que este é o primeiro tablet certificado para Playstation e permite correr jogos produzidos para aquela consola, dois dos quais vêm de origem no tablet.

Lígia Mendonça assinalou que a tecnologia de infravermelhos permite que aquele tablet funcione como comando para a generalidade dos dispositivos electrónicos da casa, mesmo de marcas não Sony.

Questionado pelo Falar de Tecnologia sobre o lançamento do Sony Tablet P, com dois ecrãs articulados entre si, Oriol Salom indicou que o seu lançamento internacional está previsto para Novembro mas indicou que, pelo menos numa primeira fase, não será vendido em Portugal.

Os responsáveis da Sony sublinharam que o novo tablet tem um design único que proporciona o ângulo ideal para escrever e navegar e o torna muito confortável de utilizar e dispõe de tecnologias que melhoram o brilho do ecrã e diminuem os reflexos e que aumentam a velocidade de navegação na Internet.

O dispositivo está preparado para acesso fácil a música, vídeos e imagens, indicaram.

O Sony Tablet S vem com processador NVIDIA Tegra 2 a 1 GigaHertz (GHz), traz porta USB e tecnologia de infravermelhos, tem ligação de banda larga Wi-Fi, tem uma câmara fotográfica traseira de 5,1 megapixel e pesa cerca de 600 gramas.

A versão de 16 Gigabytes custa 479 euros e a de 32 Gb 579 euros.

Está prevista uma versão com comunicações móveis de terceira geração, com 16 Gb e um custo de 599 euros, que deverá chegar ao mercado português em Novembro.

Ainda sem comentários