Alcatel-Lucent disponibiliza tecnologia VDSL com velocidades até 100 Mbps

Publicado em 23/09/2011 00:24 em Indústria

A Alcatel-Lucent anunciou hoje a disponibilização comercial da tecnologia VDSL2 Vectoring, com velocidades de transmissão até 100 megabits por segundo (Mbps).

As tecnologias DSL, em que se integra o VDSL, utilizam o par de fios telefónicos de cobre no troço final e a Alcatel-Lucent garante, em comunicado, que 100 Mbps do VDSL2 Vectoring são suficientes para as necessidades dos consumidores pelo menos até 2020, incluindo a transmissão de televisão a três dimensões.

«Ao aumentar as capacidades das redes de acesso de cobre, a Alcatel-Lucent possibilita aos fornecedores de serviços tirar o melhor partido da sua infra-estrutura de cobre», sublinha a multinacional sedeada em França.

Acrescenta que os operadores têm possibilidade de optimizar a sua oferta de banda larga e fornecer alta capacidade a um grande número de assinantes de uma forma muito mais rápida.

A companhia assinala que os fornecedores de serviços Internet e os governos anunciaram a intenção de aumentar grandemente as velocidades de banda larga disponibilizadas aos consumidores e empresas mas os desafios e custos associados a fazer chegar a fibra óptica até casa (FTTH) revelou-se um obstáculo a esses projectos.

Observa que o VDSL2 Vectoring permite uma transição gradual para a fibra, mantendo o par de fios de cobre no troço final mas garantindo grandes velocidades de transmissão de dados.

A companhia salienta que 1,25 mil milhões de casas em todo o mundo estão actualmente ligadas a redes de telecomunicações ficas com tecnologia de fio de cobre no troço final.

A Alcatel anunciou, entretanto, que implementou com o operador P&T do Luxemburgo uma ligação em tecnologia de fibra óptica a 100 Gigabits por segundo (Gbps) entre o Luxemburgo e Frankfurt (Alemanha).

A multinacional franco-norte-americana anunciou também um contrato para a expansão e actualização da rede 3G de comunicações móveis da China Telecom, que vai duplicar a capacidade e aumentar a cobertura e velocidade fornecida pela rede de terceira geração daquele operador chinês.

Ainda sem comentários