Mercado de servidores cresceu 17,9% no segundo trimestre

Publicado em 21/09/2011 00:48 em Equipamentos

O mercado mundial de servidores cresceu 17,9% homólogos no segundo trimestre de 2011, para 13 156 milhões de dólares (9 657 milhões de euros) devido a uma crescente procura em todo o mundo, revelou a IDC.

A consultora e analista de mercado IDC indica que o número de unidades vendidas no segundo trimestre cresceu 8,5% homólogos (face ao mesmo período do ano anterior), para 2,1 milhões de unidades.

As vendas de servidores de gama mais baixa subiram 16,6% em valor, o sétimo trimestre consecutivo de crescimento, os de gama média aumentaram 16,7% e os de maior capacidade tiveram um acréscimo homólogo de 22,8%.

Segundo a IDC, no segundo trimestre, a IBM liderou o mercado mundial de servidores com vendas de 4 008 milhões de dólares (2 942 milhões de euros) e uma quota de 30,5%, seguida de perto pela HP, com uma facturação de 3 922 milhões de dólares (2 879 milhões de euros) e uma parte de 29,8% do mercado.

As duas empresas líderes tiveram em conjunto mais de 60% das vendas mundiais no segundo trimestre.

Em terceiro lugar surge a Dell, com um negócios de servidores de 1 814 milhões de dólares (1 331 milhões de euros), uma quota de 13,8%, seguida da Oracle, com uma facturação de 941 milhões de dólares (691 milhões de euros) e uma quota de 7,2%, e da Fujitsu, que vendeu 849 milhões de dólares (623 milhões de euros) que lhe conferiram 6,5% do mercado internacional.

As cinco empresas líderes representam mais de sete oitavos das vendas.

Na região EMEA (Europa, Médio Oriente e África) as vendas cresceram 12,5% em valor no segundo trimestre, para 3 491 milhões de dólares (2 562 milhões de euros), ainda bem abaixo do recorde de 5,4 mil milhões de dólares (3,9 mil milhões de euros) registado no último trimestre de 2007, revelou a IDC.

As vendas de servidores para a EMEA aumentaram 2,7% em número, para 543 mil unidades.

Aquela analista de mercado indica que os servidores baseados em processadores x86 continuaram a dominar, com vendas de 2,3 mil milhões de dólares, um aumento homólogo de 14,6%, e 533 mil unidades vendidas (mais 3,2%)

Os sistemas não x86 facturaram 1,1 mil milhões de dólares, uma acréscimo de 8,5%, mas uma descida de 17% em volume, para menos de 11 mil unidades.

A HP liderou o mercado da EMEA no segundo trimestre, com vendas de 1 344 milhões de dólares (986 milhões de euros) e uma quota de 38,5%, seguida pela IBM, com 1 038 milhões de dólares (762 milhões de euros) e 29,7% do mercado, revelou a IDC.

Seguem-se nas mesmas posições verificadas a nível mundial a Dell, que facturou 385 milhões de dólares (283 milhões de euros) na região, com uma quota de 11,0%, a Oracle, com vendas de 289 milhões de dólares (212 milhões de euros) e uma quota de 8,3%, e a Fujitsu, com receitas de 175 milhões de dólares (128 milhões de euros) e uma quota de 5,0% segundo a consultora.

As cinco grandes empresas representaram em conjunto mais de 92% do mercado de servidores da região EMEA.

Ainda sem comentários