Vendas mundiais de telemóveis cresceram 16,5% no segundo trimestre

Publicado em 13/08/2011 01:57 em Equipamentos

As vendas mundiais de telemóveis cresceram 16,5% no segundo trimestre de 2011, para 428,66 milhões de unidades, e a Nokia manteve a liderança, embora com clara perda de quota de mercado, estimou a consultora e analista de mercado Gartner.

Mas a Gartner assinala que, devido à formação de stocks no primeiro trimestre, as vendas dos fabricantes totalizaram 421,1 milhões de telemóveis.

As vendas de smartphones cresceram 74%, para 107,74 milhões, e aquele segmento já representa um quarto das vendas totais de telemóveis.

Os dados da Gartner indicam que a Nokia manteve a liderança mundial, com 97,87 milhões de terminais e uma quota de mercado de 22,8%, em perda de 7,5 pontos percentuais (pp) face ao segundo trimestre do ano passado.

Em segundo lugar mantém-se a Samsung, com vendas de 69,83 milhões de unidades e uma quota de 16,3% (menos 1,5 pp) e a LG susteve a terceira posição, com 24,42 milhões de telemóveis vendidos e um peso de 5,7% no mercado (menos 2,3 pp).

A Apple conquistou o quarto lugar, com 19,63 milhões de terminais vendidos, que lhe permitiram quase duplicar a quota de mercado, para 4,6%, e ultrapassar a RIM (quarta há um ano, agora sexta), a SonyEricsson (quinta no período homólogo e agora décima) e a Motorola (sexta há um ano, hoje oitava).

A fabricante chinesa ZTE chega agora à quinta posição (antes oitava), com 13,07 milhões de telefones vendidos e uma quota de 3,0%, idêntica à da RIM.

Roberta Cozza, analista principal da Gartner, citada no comunicado, salienta que as vendas de smartphones continuaram a crescer fortemente à custa dos telefones tradicionais.

«Os consumidores nos mercados maduros estão a escolher telemóveis Android de entrada de gama e gama média em substituição dos telefones tradicionais, em parte devido às promoções dos fabricantes e dos operadores de telecomunicações», acrescenta.

Roberta Cozza observa, contudo, que na Europa Ocidental as compras de smartphones em substituição dos terminais tradicionais começam a dar sinais de saturação e estão a abrandar.

Aquela analista assinala que, apesar de o sistema operativo Android (multimarca) ter sido o mais vendido, a Nokia conseguiu no segundo trimestre de 2011 manter a liderança mundial nos smartphones, uma posição que dificilmente manterá no terceiro trimestre.

A Samsung conseguiu um forte crescimento nas vendas de smartphones, que lhe conferiram o terceiro lugar do mercado mundial e a Apple teve o segundo lugar, com um forte aumento de vendas, ajudado pela presença dos iPhone em mais países (agora uma centena) e em mais operadores de telecomunicações, precisou.

A nível mundial venderam-se no segundo trimestre mais de 46,77 milhões de smartphones baseados na plataforma Android (quota de 43,4%, mais 26,2 pp do que um ano antes), 23,85 milhões com Symbian (plataforma da Nokia), uma queda de 18,8 pp num ano, para uma quota de 22,1% no mercado de sistemas operativos, e quase 19,63 milhões de iPhone (com o sistema operativo iOS), que num ano passou de 14,1% para 18,2% de quota de mercado, estima a Gartner.

Em quarto lugar surge o sistema operativo da RIM (que fabrica o BlackBerry), com 12,66 milhões, correspondentes a um peso de 11,7%.

Segue-se o sistema operativo proprietário da Samsung, o Bada, com 1,9% de quota de mercado, e em sexto os Windows Mobile/Windows Phone, da Microsoft, com 1,6%, indica a Gartner.

Ainda sem comentários